quarta-feira, 30 de junho de 2010

Futsal Feminino


A nossa Equipa de Futsal Feminino encerra as actividades da Época 2009/2010 durante o próximo fim de semana. O Porto d'Ave foi convidado a participar num conceituado torneio organizado em Alfena, concelho de Valongo, onde seis equipas dos quatro cantos do país vão lutar pelo primeiro lugar.
Desta forma o Porto d'Ave irá realizar dois jogos na tarde de Sábado, dia três de Julho. Pelas 15,30 horas defronta o A.R. Rebordões e pelas 18,30 horas vai ter pela frente a equipa da casa, o A.C. Alfenense. No Domingo, dia quatro, serão realizados os jogos referentes às meias-finais e final assim como os desafios para encontrar os terceiro e quarto e quinto e sexto classificados.
A par da competição pela conquista do triunfo este torneio é também afamado por se tratar de uma festa do Futsal Feminino, onde a alegria e o fair-play contagiam todos os presentes.
Mais uma vez é dever de todos Portodavenses acompanhar e apoiar a nossa equipa.
.
.

sábado, 26 de junho de 2010

Armando Silva é o treinador do Porto d'Ave

Já é conhecido o nome do homem que se vai sentar no banco de suplentes do Porto d’Ave na próxima época. Começou por ser uma mera hipótese que foi ganhando alguma consistência e agora é mesmo certo, Armando Silva (Mara) vai mesmo ser o treinador da equipa principal do Porto d’Ave.

Armando Silva está ligado ao clube há mais de dez anos, exercendo várias funções tanto como director onde já ocupou um lugar na vice presidência e também como treinador na formação. Lembro que foi uma equipa ao seu comando que conquistou o primeiro troféu oficial para o nosso clube, uma Taça da Associação de Futebol de Braga em Juvenis. Recentemente assumiu a difícil tarefa de treinar os Juniores, e na penúltima época o Porto d’Ave subiu de divisão neste escalão e alcançou a final da Taça cedendo o troféu à poderosa formação do Moreirense. Na época que recentemente terminou mais uma vez uma equipa ao seu comando cumpre os objectivos traçados, com os Juniores a assegurar a manutenção de forma tranquila na estreia na primeira divisão, terminando o campeonato na sexta posição.

Foi-nos dado a conhecer que Armando Silva tem dado passos na sua formação enquanto treinador de futebol e concluiu já o curso de segundo nível, superando os requisitos legais exigidos para o exercício do cargo.

Desta forma, a actual direcção entendeu entregar-lhe o leme da equipa e formulou-lhe o convite que o jovem treinador respondeu positivamente ao desafio. Aposta de risco, dirão uns. Inexperiente, dirão outros. O futuro dar-nos-à a resposta . A nós resta-nos fazer o mesmo de sempre, apoiar o Porto d’Ave em todas as situações.



quinta-feira, 24 de junho de 2010

Mister João Fernando de saída do G.D.P.A.

Tive conhecimento através do jornal Correio do Minho que o treinador do Porto d’Ave na próxima época não será o Mister João Fernando. Nas três recentes épocas em que orientou a nossa equipa conquistou uma subida de divisão ao mais alto escalão do futebol distrital e aí consegue alcançar o melhor lugar de sempre na história do nosso clube e na época que recentemente terminou, o Porto d’Ave cimentou de vez o estatuto de clube de divisão de honra e hoje não existe um único adversário neste campeonato que nos defronte sem as maiores precauções. A esse fenómeno não existem dúvidas que o nome do Mister João Fernando está directamente ligado. Incutiu um espírito de vitória não só na equipa como em toda a estrutura onde se incluem também os adeptos. Em estádios onde várias equipas vão lá tentar perder por poucos, o Porto d’Ave olhava com olhos nos olhos contra qualquer adversário, e quem acompanhou a equipa aos recintos dos dois clubes promovidos à terceira nacional pode testemunhar a postura vencedora dos nossos jogadores, e só por culpa de arbitragens indignas de andar no futebol é que não regressamos a casa com a vitória.

Já na sua primeira passagem pelo Porto d’Ave, o Mister João Fernando fez história ao terminar uma época sem conhecer o sabor da derrota, e fomos promovidos à divisão de honra numa altura em que esta ainda era constituída por duas séries.

Também na comunicação social o nosso clube se tornou mais reconhecido, e era rara a semana em que rádio e jornais de maior tiragem no distrito não davam cobertura em grande escala à vida do clube, fruto da mediatização que o Mister João Fernando beneficiava e colocava ao serviço do Porto d’Ave.

O Mister João Fernando é sem dúvida um grande treinador de futebol, mas é também um grande Homem e um grande Portodavense. Na entrevista que deu ao Correio do Minho e me levou a fazer este post deixou bem vincado tudo isso. Depois de tudo que deu ao Porto d’Ave, este grande senhor despede-se a dizer “Obrigado”.

Resta-nos desejar-lhe as maiores felicidades, e que até voltar a trabalhar no nosso e seu clube continue a alcançar êxitos desportivos desde que não colidam com os interesses do Porto d’Ave. Um grande abraço Mister, e nós é que temos que o dizer, Muito Obrigado.



quarta-feira, 23 de junho de 2010

Habemus Presidente


Ainda não tomou posse mas já é conhecido o nome do próximo presidente do Grupo Desportivo de Porto d’Ave. Entre vários nomes apontados para ocupar o lugar, todos com provas dadas de serem portadores da competência e dinamismo que o exercício do cargo exige, Domingos Cruz Pereira é aquele que neste momento reúne melhores condições para dar continuidade ao excelente projecto nascido há mais de três décadas.

O senhor Domingos tem colaborado no clube ao longo de muitos anos desempenhado funções em várias áreas. Nunca presenciei um evento organizado para criar receitas para fazer face ás despesas da época que o futuro presidente não estivesse presente desde a primeira hora até ao encerramento. Era fácil encontra-lo na bilheteira para os jogos e cobrança de cotas. Também em vários melhoramentos que as instalações tem beneficiado era habitual a sua colaboração. Mas não é apenas nas tarefas mais expostas que a sua ajuda tem sido preponderante, e a par de todo este trabalho tem também assumido funções menos visíveis mas de responsabilidade ainda maior e sempre as desempenhou com enorme competência e sentido se servir, e como exemplo disso podemos deixar aqui o testemunho pelo serviço que prestou à colectividade no biénio que terminou, em que assumiu a tesouraria com ímpar rigor como ficou demonstrado na apresentação de contas na última assembleia.

Depois de muitos anos a colaborar sem ocupar a primeira linha, chegou a sua hora de dar a cara e assumir a responsabilidade de liderar uma equipa directiva. Sabemos que além de algumas caras novas conta com vários elementos que transitam da anterior direcção e outros que regressam após um período de descanso. Estará sem dúvida à altura das exigências do lugar, e como sempre, mais uma vez o Porto d'Ave ficará em boas mãos.

Acreditamos que estão reunidas condições para dar continuidade ao projecto que tanto engrandeceu o Porto d’Ave nos tempos mais recentes. Lembro que nas três últimas épocas conhecemos uma subida de divisão e no ano seguinte alcançamos a melhor classificação de sempre na divisão mais alta do futebol distrital, e só não foi superada na época que terminou pelas razões que tantas vezes demos conta neste espaço. Também na formação os resultados foram motivo de orgulho para todos nós, pois contabilizamos duas subidas de divisão, uma em Juniores e outra em Iniciados. A tudo isto podemos acrescentar ainda a integração do plantel de Futsal Feminino com brilhantes prestações em todas as provas que participou.

A equipa deste blogue deseja á nova direcção que nunca lhe falte a força e determinação para dar continuidade à brilhante caminhada que tem sido percorrida, e da nossa parte também será ponto de honra que sem nunca abdicarmos da verdade, nada nem ninguém nos tirará a voz na defesa dos interesses do Porto d’Ave.

sábado, 19 de junho de 2010

Agrupamento de Escuteiros está de parabéns


Foi há vinte e cinco anos que a nossa terra viu nascer o Agrupamento de Escuteiros. Para comemorar esta data estão vários agrupamentos do concelho e não só a participar nas várias actividades, a destacar o acampamento no Terreiro do Lago e a missa campal no Terreiro dos Melões.

Por aqui passaram já centenas de crianças, jovens e menos jovens, todos com espírito escutista sendo ainda possível encontrar alguns que estão cá desde a primeira hora. Um desses exemplos é o actual responsável máximo pelo agrupamento, José Manuel Pereira (Nini), que entre muitos outros tem sido um exemplo na dedicação e entrega a esta nobre causa que nas mais variadas vertentes tem sido preponderante também no crescimento de outras instituições da nossa terra.

A equipa deste blogue endereça os parabéns ao nosso Agrupamento de Escuteiros pelas Bodas de Prata que estão a comemorar e faz votos para que a vitalidade que vem demonstrando ao longo de todo este tempo continue com a mesma progressão que se lhe reconhece desde a sua fundação.

Assembleia de Sócios


Assembleia muito participada com debate aceso sobre assuntos de interesse da colectividade e outros nem tanto. Depois de cada um expor os seus pontos de vista com a concordância ou não dos restantes presentes a assembleia terminou com indícios fortes de que não haverá vazio directivo e prevê-se que nas próximas horas serão apresentados os nomes daqueles que irão dar continuidade ao brilhante trabalho iniciado há mais de três décadas.

Como sempre, este espaço dará conta dos avanços neste importante assunto logo que a informação nos seja fornecida. Para já fica assegurado que o Porto d’Ave mais uma vez demonstrou ser portador duma ímpar vitalidade e vai continuar certamente a encher de orgulho todos que se sentem identificados com o nosso emblema.

Quanto ao outro ponto da ordem de trabalhos, a apresentação das contas do biénio que termina, estas foram aprovadas por unanimidade.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Convocatória



Convocam-se todos os Sócios do Grupo Desportivo de Porto d'Ave a comparecer nas instalações do nosso Clube na próxima Sexta Feira, dia 18 de Junho de 2010 pelas 21,00 horas, onde ocorrerá uma Assembleia Geral.

Ordem de Trabalhos:

Ponto 1 : Apresentação de contas referente ao último biénio.

Ponto 2: Eleições

Aguarda-se a presença do todos Sócios que tenham possibilidade de o fazer.

domingo, 13 de junho de 2010

Primeiro Título do Futsal Feminino G.D.P.A.


Porto d’Ave vence o torneio de Futsal Feminino realizado em Vieira do Minho. Depois de eliminar a equipa da casa no jogo que nos deu acesso à final, as nossas jogadoras voltaram ao mesmo recinto determinadas a trazer para casa o troféu referente ao primeiro lugar. Pela frente estava o Desportivo das Aves, um adversário com renome no Futsal Feminino a colocar ainda mais prestígio ao título conquistado.

As nossas jogadoras inauguraram cedo o marcador, com a Lúcia a fazer o primeiro quando ainda não estavam decorridos dois minutos. A meio da primeira parte surge o segundo através da Paula que faz um chapéu fora do alcance da guardiã que fica a olhar para trás a ver a bola cair dentro da baliza. Um hino ao futsal a sair do pé da nossa capitã. São momentos como este que fazem valer a pena assistir a uma partida.

Com cinco minutos após o regresso dos balneários o Porto d’Ave eleva a vantagem com a Lúcia a fazer o segundo da conta pessoal. Quando faltavam dez minutos para o final o Desportivo das Aves reduz para três a um e relança a partida, mas a equipa do Porto d’Ave estava determinada a vencer e volta a aumentar a vantagem ao vigésimo minuto através da Nádia. Um golo muito festejado na bancada não só por ser um grande passo para a vitória mas também por se tratar duma jogadora de Vieira do Minho, daí que público local se aliasse aos adeptos do Porto d’Ave nas comemorações. O nosso adversário ainda voltou a reduzir para a diferença de dois golos, mas as nossas jogadoras agarraram a vitória com unhas e dentes até ao apito final e o Porto d’Ave conquistou o mais alto lugar do pódio com toda a justiça.

Tenho a certeza que o futuro nos reserva muitos outros títulos com maior ou menor relevância. Para alguns este pode ter sido apenas um quadrangular realizado em Vieira do Minho, mas para nós foi o Primeiro Título do Porto d’Ave em Futsal Feminino. Obrigado Equipa.

sábado, 12 de junho de 2010

Porto d'Ave na final em Vieira do Minho

Sem surpresa alguma o Porto d'Ave é um dos finalistas do torneio de Futsal Feminino realizado em Vieira do Minho e amanhã (Domingo) pelas dezasseis horas vai discutir com o Desportivo das Aves o primeiro lugar da competição.
As jogadoras da casa apesar de revelarem alguma inexperiência conseguiram adiar o golo inaugural até ao décimo minuto, quando a Paula de longe consegue finalmente furar uma muralha que até aquele momento estava intransponível, fruto de muita entrega com alguma sorte à mistura por parte do nosso adversário. A partir daqui assistimos a uma chuva de bolas a bater no fundo das redes e ao intervalo o placar já anunciava cinco a zero.
Na segunda parte a chuva transformou-se em tempestade com a equipa de Vieira do Minho rendida à qualidade e experiência das nossas jogadoras, e desta forma a partida terminou com catorze golos sem resposta a favor do Porto d'Ave.
Os golos foram repartidos por cinco jogadoras com a Jú e a Inês a marcar quatro cada uma, a Angela apontou três, a Paula dois e a Topi um.
Este único tento apontado pela Topi surgiu no inicio da segunda parte e importa sublinhar que se tratou do mais alto momento de futsal da tarde, não só pelo recorte técnico que esta jogadora empregou no lance (a isso já estamos habituados) mas sobretudo pela forma como o comemorou. A Topi após os festejos com as companheiras aponta para a bancada e diz: "é para ti L." Um gesto muito nobre desta jogadora ao dedicar este golo a um adepto que tem acompanhado a equipa ao longo da temporada. Eu próprio fiquei comovido e logo larguei o meu equipamento de reportagem para felicitar o ilustre jovem que acabava de ser agraciado com tamanhas honras.

Com a organização deste torneio em Vieira do Minho o Futsal Feminino pode estar a dar mais um importante passo na sua popularidade. As bancadas no pavilhão estavam compostas por um vasto leque de pessoas que se mostraram entusiasmadas com a modalidade e como a foto documenta houve cobertura mediática com muita qualidade no local. Seria agradável que o este entusiasmo não ficasse por aqui e que já na época que se avizinha surgisse uma equipa do concelho vizinho a competir no campeonato organizado pela Associação de Futebol de Braga.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Paula recebe título de melhor marcadora do torneio


Num universo de quase duas centenas de jogadoras de Futsal repartidas por doze equipas das Associações de Futebol de Braga e Porto, a capitã do Porto d'Ave foi a jogadora que mais vezes obrigou a guardiã adversária a ir buscar a bola ao fundo das redes, recebendo o prémio de melhor marcadora no torneio realizado no Pavilhão de Vila das Aves.
Parabéns Paula, este é um título individual que enche de orgulho toda a Família Portodavense.

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Estamos contigo Bi... Pum... Pum... Pum...



Excelente atitude das nossas jogadoras não chegou para vencer o duelo que opunha as duas equipas que na fase de grupos demonstraram que eram as melhores do torneio. A formação do Porto d’Ave entrou melhor no jogo mas foi na baliza da Rita que vimos a bola ultrapassar a linha de golo ainda na primeira parte. A reacção das nossas jogadoras não se fez esperar, mas entre várias situações para igualar a partida vimos a trave negar por duas vezes o golo axadrezado e o resultado não sofreu alterações até ao apito final ficando o terceiro lugar atribuído à equipa de Gondomar.


A treinadora Ana não podia contar com a Bi para esta partida, mas uma surpresa muito agradável aconteceu e esta grande jogadora vestiu a camisola 12 e apresentou-se na bancada para dar força às colegas. Também dentro das quatro linhas assistimos a uma retribuição desse apoio, com as nossas jogadoras a prestar uma bonita homenagem à companheira lesionada, entrando no recinto com a fotografia da Bi estampada numa camisola e uma mensagem de apoio que voltaram a exibir no final do encontro, arrancando desta forma um enorme aplauso partilhado por todos presentes no pavilhão.

Na hora da despedida do torneio resta-nos agradecer ao Desportivo das Aves o convite que nos endereçou para participar. Foi enriquecedor para nós estar presente, lamentando obviamente a lesão contraída pela Bi. No entanto não podemos deixar de fazer alguns reparos relativos à falta de segurança na bancada e a passividade das equipas de arbitragem na área disciplinar, questões importantes que devem ser corrigidas para evitar situações desagradáveis como algumas que estamos a lamentar.

A nossa equipa não pára e no fim de semana que está à porta vai participar num quadrangular em Vieira do Minho. Irá defrontar a equipa anfitriã no próximo Sábado, dia doze de Junho pelas dezasseis horas e em caso de vitória irá discutir o primeiro lugar no dia seguinte. A nós adeptos, resta-nos mais uma vez marcar presença na bancada e apoiar a nossa equipa.

Acidente de Viação tira a vida ao Treinador Nelito


Fomos surpreendidos com a notícia dum trágico acidente de viação na passada terça feira que tirou a vida a um membro da grande família Portoavense. José Manuel Meneses Osório “Nelito”, foi treinador do Grupo Desportivo de Porto d’Ave num passado recente em duas épocas.

Veio substituir João Fernando aquando da sua primeira passagem no nosso clube, conseguindo alcançar os objectivos propostos e na época seguinte abandona o comando da equipa após uma serie de resultados negativos, dando nessa altura lugar a Toninho Mendes.

Foi com enorme dignidade que exerceu as funções de treinador do Porto d’Ave demonstrando um enorme respeito pela instituição e por todos que dela fazem parte durante e após a sua passagem no clube.

A equipa deste blogue envia uma palavra de conforto à sua família e a todos que de mais perto sentem a dor desta partida inesperada.

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Futsal Feminino



Quinta Feira
Dia 10 de Junho de 2010
pelas 16,30 horas


G. D. Porto d'Ave *** Gondomar

as duas equipas que terminaram a fase de grupos só com vitórias vão disputar os 3º e 4º lugar

vamos marcar presença no jogo de despedida do Torneio de Vila das Aves

domingo, 6 de junho de 2010

As Tílias não se abatem



A nove segundos do final duma partida de Futsal disputada em Vila das Aves, a Bi, jogadora do Porto d'Ave sofreu uma grave lesão. Depois de receber os primeiros socorros no local foi transportada para o hospital de Riba d'Ave e logo transferida para Guimarães onde nos foi comunicado que se trata de uma fractura na tíbia.Teve que ser submetida a uma cirurgia e dentro de quatro dias receberá alta e poderá regressar a casa para junto da família. Quem conhece esta grande jogadora de Futsal sabe de que fibra ela é feita e com a energia e determinação que a caracterizam vai sem dúvida levar de vencido mais este adversário.
As Tílias não se abatem. Por vezes podam-se mas logo surgem com ramos mais fortes, folhas mais verdes, aroma mais intenso e as raízes agarram-se ainda mais aos terreiros do nosso Santuário. Força Bi, toda a Família Portodavense e não só está contigo nestas horas.

Futsal Feminino


A nossa equipa de Futsal Feminino não vai marcar presença na final do torneio de Vila das Aves. Um bis da Paula a dar a volta a um golo madrugador na baliza da Rita não foi suficiente para levar de vencido uma formação orientada por um sujeito sem qualquer aptidão para comandar jovens que deviam apenas competir dentro das regras de futsal. Desta forma o nosso adversário voltou a colocar-se em vantagem que segurou até ao final sem olhar a meios para alcançar o triunfo. Adivinhava-se que o incentivo à violência que vinha tanto do banco de suplentes pela voz do treinador (ou lá o que era aquilo) como da bancada, não iria dar bons resultados e sem grande surpresa, a nove segundos do apito final a Bi, jogadora do Porto d’Ave sofre uma grave lesão após mais uma entrada à margem das regras não só do futsal como também do bom senso e da ética desportiva.

Perante este episódio não posso deixar de repugnar o ar de satisfação visível no rosto da jogadora que cometeu este horrendo acto como também o ar triunfante do pseudo treinador no final da partida. Importa também registar que este sujeito que comandava a equipa que nos defrontou não se deu por satisfeito ao ver a nossa jogadora gravemente lesionada e perante a mais que evidente falta assinalada contra a sua equipa entrou no rectângulo de jogo na tentativa de agredir os árbitros que prontamente se esquivaram. Também na bancada a violência se fez sentir por parte de alguns adeptos da equipa de S. Mamede onde eram evidentes sinais de embriagues notando-se também a ausência de algumas faculdades que as pessoas normais detém. Não vimos nenhuma viatura de transporte de deficientes no parque de estacionamento por isso suponho que aquilo são consideradas pessoas normais. Desta forma nem um adepto do Porto d’Ave que assistia de canadianas serenamente à partida foi poupado à fúria destes vândalos. Felizmente os ânimos exaltados destes adeptos depressa acalmaram fruto duma ímpar subtileza que prontamente surgiu do grupo de pessoas afectas ao nosso clube que se revelou eficaz e rapidamente foi recolocada a ordem naquele recinto que devia ser apenas desportivo.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Porto d'Ave nas Meias Finais em Vila das Aves


A nossa equipa de Futsal Feminino eliminou o Desportivo das Aves, anfitriã do torneio, e vai disputar as meias finais da competição no próximo Sábado, dia cinco de Junho, contra o S. Mamede, outra excelente equipa da Associação de Futebol do Porto.

Foi na baliza da guardiã Rita que assistimos à primeira situação de perigo, logo nos minutos iniciais, mas até ao intervalo as oportunidades para inaugurar o marcador a favor do Porto d’Ave não pararam de surgir. Assistimos a mais de duas mãos cheias de situações de perigo iminente na baliza do Aves, com ambos os postes a ser visados, primeiro pela Paula e depois pela Nádia. Também a Lúcia esteve perto de fazer o gosto ao pé por duas vezes isolada permitindo a defesa. As nossas jogadoras estavam a realizar uma grande partida de Futsal mas o golo teimava em não surgir. Mas com dezassete anos e cerca de metro e meio de altura saiu do banco de suplentes uma jogadora chamada Ângela com a receita para alterar o rumo dos acontecimentos. Recebe a bola quase no meio campo, corre em direcção à baliza sempre com uma adversária a tentar estorvar a sua tarefa e perto da linha da área envia um míssil que a guardiã ainda interceptou mas não o suficiente para impedir a bola de entrar. Um a zero a abrir caminho para as meias finais.

Na segunda parte não foi necessário esperar muito para assistir ao segundo desta vez por outra grande jogadora mas também rodado baixo. Nádia pelo lado direito quase sem ângulo tenta a sorte e com a ajuda da guardiã amplia a vantagem. A equipa do Aves a jogar em casa tudo fazia para inverter o resultado, mas quando as oportunidades surgiam estava na baliza do Porto d’Ave a aniversariante Rita, e por várias vezes o adversário se preparou para festejar o golo, mas vindo não sei de onde aparecia uma mão ou um pé desta grande guardiã de Futsal a estragar-lhes a festa. E foi novamente na baliza do Aves que a bola voltou a bater nas redes, através da Paula que tinha tentado o golo por várias vezes e de várias formas, mas a barra e a guardiã estavam a ganhar o duelo até aquele momento em que finaliza uma excelente jogada colectiva. Com este golo estava praticamente garantida a vitória, e o adversário ainda reduziu para três a um mas já era certo que seria o nome do Porto d’Ave a marcar presença nas meias finais.

Vila das Aves parece longe, mas quando chegamos lá e vemos a camisola do Porto d’Ave a ser dignificada da forma como estas jogadoras nos habituaram a ver, fica a sensação que vale a pena correr estes e muitos mais Kilometros para assistir a uma partida desta equipa. No próximo Sábado pelas 18,00 horas vamos marcar presença neste pavilhão e carimbar a passagem para a final. Força Equipa, Força Porto d’Ave.

Jantar Convívio Seniores



Jogadores, treinadores, directores e alguns “penetras” como eu, reuniram-se no Bell’s restaurante para participar num jantar convívio que marca o encerramento da época 2009/2010.

Foi um jantar em Família com momentos de muita diversão e outros de recordação por tudo que aconteceu na vida recente do Porto d’Ave, com particularidade para as palavras do Mister João Fernando que entre muitos não se esqueceu de recordar o avô do presidente da colectividade, Manuel Pereira “Senhor Pereira” e o grande Portodavense João Carlos Soares “Fafe”, ambos falecidos durante esta sua passagem pelo nosso clube.

Com várias intervenções em reconhecimento por tudo quanto foi conseguido, onde nem este blogue ficou esquecido, - o que muito nos honra - todas as mensagens foram no sentido de união em volta do nosso emblema e curiosamente…

Não vi ninguém a despedir-se senão com um….ATÉ JÁ.

terça-feira, 1 de junho de 2010

_ _ _ _ _ _ Contra Ventos e Marés _ _ _ _ _ _



“C’um tom de voz nos fala horrendo e grosso,

Que pareceu sair do mar profundo.

Arrepiam-se as carnes e o cabelo

A mim e a todos, só de ouvi-lo e vê-lo.”


“O Porto d’Ave é um Gigante Adormecido.” Estas palavras foram proferidas pelo Mister João Fernando há cerca de três anos quando regressou ao nosso clube. Com a sua ajuda o Porto d’Ave é agora um nome grande do futebol bracarense, mas lamentavelmente há quem teime em colocar os clubes em cada divisão conforme entendem que ficam melhor organizados, como quem arruma uma enciclopédia numa prateleira, por ordem alfabética sem deixar espaço entre os volumes para outros que por mérito próprio queiram saltar para um daqueles lugares. O Porto d’Ave é grande mas há quem entenda que não deva ser, daí que esta época tivéssemos que defrontar não só os adversários que estavam devidamente identificados mas também um Monstro invisível (pouco invisível) que não raras vezes assombrou a viagem da Nau que hasteava a nossa bandeira.

Há um ano escrevia eu que terminava a melhor época de sempre do Grupo Desportivo de Porto d’Ave. Pois na verdade esse título poderia encabeçar novamente este artigo, mas a fúria do tal “Monstro” impediu que o quinto lugar alcançado na época anterior fosse superado. Há dois anos o Porto d’Ave acabava de ser promovido à Divisão de Honra e não era considerado um dos nomes mais fortes do campeonato quando o comparavam com outros que faziam parte da mesma competição. Com o decorrer da época as exibições da nossa equipa iam convencendo os adversários e quem a acompanhava e para surpresa dos menos atentos ombreamos com clubes que representavam nomes de cidades e sedes de concelho e no final foi alcançado um lugar acima de alguns que se assumiam como candidatos à subida de divisão.

Pois bem, esta época foi a continuidade da anterior e os “donos” do futebol bracarense não ficaram indiferentes à classificação obtida há um ano nem ao facto da direcção conseguir segurar todos jogadores, mesmo aqueles que foram seduzidos por elementos ligados a um clube que em tempos idos foi mais popular que o nosso. Mas além da continuidade da estrutura que nos tinha levado a tão brilhantes resultados, as aquisições de jogadores como Manaus, Paulinho ou Xavier entre outros, também não passaram despercebidas quando foram anunciados os seus nomes como reforços da já competitiva equipa que vestia a camisola axadrezada. Depois duma época a medir forças com olhos nos olhos contra qualquer adversário, o Porto d’Ave estava a enriquecer ainda mais os seu plantel e era necessário fazer alguma coisa para travar esta “ousadia”.

E foi então que a nossa Nau teve de navegar em águas tumultuosas onde não raras a vezes nos deparamos num Cabo das Tormentas e o mítico Monstro Adamastor revelava-se constantemente, não em forma de tempestade, mas umas vezes pelo ruído de um apito, outras através de uma cartolina ou das mais variadas formas onde era evidente a sua presença. Mesmo assim a grande Nau chamada Porto d’Ave termina a viagem com a mesma solidez com que a iniciou, com a nossa tripulação a lutar constantemente contra este “Monstro” fazendo lembrar a audácia dos navegantes portugueses no século XV quando tantas vezes venceram a fúria da natureza.

Com menos derrotas que o primeiro classificado, sem perder com qualquer das equipas que subiram de divisão, com a quarta melhor defesa e o quinto melhor ataque da prova, o Porto d’Ave termina o campeonato em sétimo lugar na tabela, o que não deixa de ser um lugar honroso mas longe de espelhar o desempenho de toda a tripulação ao longo da viagem.

Na Taça chegamos aos quartos de final e só no desempate por grandes penalidades é que a digressão foi interrompida, e também aqui a fúria do lendário “Monstro” se revelou nitidamente no jogo que antecedeu este, ao condicionar a nossa tripulação com o uso da cartolina de forma tão absurda que se Camões presenciasse iria dar graças pelo olho que não viu.

Também não deixa de ser estranho que em termos disciplinares a nossa equipa seja a mais marcada, quando na época anterior os mesmos jogadores com o mesmo comportamento destacaram-se de forma inversa.

Com todos estes factores o Porto d’Ave não melhorou a classificação anterior, mas quem acompanha a vida do nosso clube época após época, jornada após jornada é testemunha que a nossa equipa era a melhor do campeonato e a melhor de sempre em toda a história do Grupo Desportivo de Porto d’Ave. Por isso, aqueles remaram e lutaram nesta difícil viagem, Jogadores, Treinadores, Directores, Responsáveis Clínicos, Colaboradores na manutenção do campo, Responsáveis pelos equipamentos, Sócios e Adeptos, a todos o meu reconhecimento pela forma como elevaram o grande nome do nosso clube e da nossa terra nesta luta desigual.

Resta-nos esperar que ao contrário do lendário Adamastor, este temível Monstro que nos assombrou esta viagem não perdure para bem do futebol. Se assim for temos razões para acreditar que com o mesmo Homem no Leme e a mesma Tripulação na Proa poderemos escrever uma Epopeia Gloriosa na próxima digressão, e a nossa Nau não só dobrará o Cabo da Boa Esperança como navegará em mares mais calmos e passará muito além da Taprobana e no fim da viagem atracará triunfantemente em bom porto, isto é, em bom PORTO D’AVE.

Dia Mundial da Criança em Porto d'Ave


Um dia diferente aconteceu no nosso Parque de Jogos. Um magnífico espectáculo com várias actividades levado a efeito por uma equipa da GNR vocacionada para estes eventos deixou centenas de crianças com um misto de emoções que vão do fascínio à alegria. Mas sem desprimor pela equipa da GNR, a grande atracção do dia foram mesmo as corridas, os saltos, os gritos e as gargalhadas das crianças.

Todos os dias são delas, mas este é especial e mais ainda por ter ocorrido num local habitualmente frequentado por várias das que estiveram presentes, que foram orgulhosos anfitriões para aqueles que se deslocavam ali pela primeira vez.

Lembro que o escalão mais jovem do nosso clube, as Escolinhas, é constituído por crianças que frequentam o primeiro ciclo e são várias dezenas que três vezes por semana se deslocam a este recinto para treinar e jogar futebol.

Estão de parabéns todos quantos colaboraram nesta grande festa, pois tudo vale a pena quando se coloca um sorriso no rosto duma criança, e desta vez eram centenas.